Secretaria Municipal de Saúde - Botucatu

Educação em saúde

Informações Papilomavírus Humano (HPV)

O que é? E o que causa?

O Papilomavírus Humano (Human Papiloma Vírus-HPV) são vírus capazes de infectar a pele e mucosa. Existem mais de 150 tipos diferentes deste vírus, dentre os quais 40 a 50 podem infectar o trato genital, podendo causar câncer e verrugas genitais (condilomas genitais).

Quais os tipos de câncer que o HPV pode causar?

O câncer de colo do útero é o mais comum causado pelo vírus HPV. Em mulheres pode causar também o câncer de vulva e vagina. Outros tipos de vírus de HPV podem levar a cânceres menos comum, incluindo o de boca, de pênis ou no reto.

Como saber se eu tenho HPV?

A maioria das pessoas nunca sabem que têm HPV, porque eles podem permanecer por vários anos no organismo sem manifestação de sinais ou sintomas (assintomáticos). Você pode saber se tem HPV se perceber lesões na região genital e ânus (verrugas genitais) que pode ser única, múltiplas, lembrando a couve-flor.

As verrugas causadas pelo HPV são cânceres?

As verrugas genitais não são cancerosas e podem ser confundidas com outros problemas de pele que não são sexualmente transmissíveis. Em mulheres, as verrugas genitais podem aparecer ao redor da vagina e ânus, no colo do útero, e ao redor da vulva. Em homens, as verrugas genitais podem aparecer no pênis, escroto e ânus. Se você tiver verrugas genitais, você pode removê-las.

Existe exame de sangue para saber se tenho HPV?

Não existe exame de sangue para detectar o HPV. Quando não existem lesões você poderá saber apenas por técnicas moleculares (laboratório). Infelizmente, a maioria só sabe se tem quando aparecem as lesões.

Como posso pegar este vírus?

A principal forma de transmissão do HPV é a via sexual. Você pode adquirir este vírus através de qualquer tipo de contato genital (oral-genital, genital-genital ou mesmo manual-genital). Também pode ocorrer transmissão por objetos compartilhados (toalhas, roupas íntimas, etc.), através de instrumentos ginecológicos não esterilizados e durante o parto. Em casos raros, uma mulher grávida com o HPV pode espalhar o vírus para seu recém-nascido durante o parto. Ela pode causar verrugas na garganta do recém-nascido chamado Papilomatose Respiratória Recorrente.

Como prevenir o HPV?

O preservativo de látex pode reduzir suas chances de conseguir ou espalhar HPV, desde que usados corretamente durante cada ato sexual do início ao fim. Você também pode se proteger por limitar o número de parceiros sexuais que você tem. E a vacina contra HPV pode ajudar a prevenir alguns tipos de HPV que levam ao câncer cervical e verrugas genitais. A vacina é recomendada para homens e mulheres, porém no SUS, atualmente, ela está apenas disponibilizada para meninas de 9 anos. Vale lembrar que o HPV pode infectar áreas que não são cobertas por um preservativo.

Se eu não tiver nenhum sintoma eu posso transmitir esse vírus?

Você pode transmitir (espalhar) HPV, mesmo se você não tem sintomas. Vale ressaltar que a maioria das pessoas não tem sintomas da infecção.

Se eu tiver apenas um(a) parceiro(a) sexual durante a vida, eu posso pegar o vírus HPV?

Você definitivamente pode diminuir suas chances de conseguir HPV por ficar em um relacionamento com apenas uma parceria sexual (monogâmico). Porém, as pessoas que tiveram apenas um parceiro sexual em sua vida inteira ainda pode ter HPV.

Quais são as vacinas contra o HPV?

No Brasil, até o momento foram desenvolvidas e registradas duas vacinas HPV: a quadrivalente e a bivalente. A quadrivalente confere proteção contra HPV 6, 11, 16 e 18, aprovada para prevenção de lesões genitais pré-cancerosas do colo de útero, de vulva e de vagina em mulheres, e anal em ambos os sexos, e também as verrugas genitais em mulheres e homens. Já a bivalente confere proteção contra HPV 16 e 18, aprovada para prevenção de lesões genitais pré-cancerosas do colo de útero em mulheres. No SUS, no momento, está disponibilizada a vacina contra HPV quadrivalente com objetivo de prevenir o câncer de colo do útero em mulheres junto com outras ações de rastreamento.

Se eu estiver vacinada, eu preciso fazer o exame de Papanicolaou?

A vacina contra HPV não substitui o rastreamento de câncer do colo de útero, o Papanicolaou, já que não confere proteção contra todos os tipos de HPV de alto risco, assim como, não produz proteção contra outras DSTs (doenças sexualmente transmissíveis).

Se eu estiver vacinada; posso deixar de usar preservativo?

Não. É imprescindível o uso de preservativo em relações sexuais, pois ele protege, além do HPV, outras doenças sexualmente transmissíveis.

QUIZ

Teste seus conhecimento no Quiz Educação em em Saúde

Profissional responsável: Enf. Everly Alves Saraiva

Orientadora: Profa. Dra. Maria de Lourdes da Silva Marques Ferreira

Designer e desenvolvimento: Prof. Esp. João A Moraes

Para dúvidas emcaminha email para : everlysaraiva@yahoo.com.br